A maior planta de placas fotovoltaicas do Paraná é uma das novidades da 30ª edição do Show Rural Coopavel, que foi oficialmente aberta no domingo, 4, e seguirá até sexta-feira, 9. Parte dos telhados de construções que abrigam estruturas da cooperativa na feira foi usada na recepção de 468 placas, cada uma pesando 26 quilos. Uma empresa especializada, a Biowatts, foi recrutada para fazer a instalação do sistema, que será capaz de gerar 85% da energia demandada no parque que recepciona o terceiro maior evento do mundo em transferência de tecnologias para o agronegócio. “Durante poucas semanas que antecedem e outras depois da feira, precisamos de energia da rede convencional. Mas no resto do ano, sobra energia que é vendida à concessionária”, diz o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli.

Investimento 
O investimento da empresa no sistema chega a R$ 1,5 milhão. Com a entrada de mais fabricantes e fornecedores no mundo, o valor dos componentes baixou e os projetos passam a ser bastante viáveis também no Brasil, diz o diretor da Biowatts, Pedro Tochetto. Uma das estruturas com placas solares no parque, ao lado da administração, já é empregada para abastecer veículos elétricos desenvolvidos pela Itaipu em parceria com a francesa Renault.

Demandas  
Devido à crescente demanda por energias renováveis, o Banco do Brasil, uma das nove instituições financeiras que participam do 30º Show Rural Coopavel, oferece aos visitantes uma linha especial de financiamento. É o BBAgroenergia, que disponibiliza recursos a taxas e a prazos diferenciados. “Essa é uma tendência irreversível e a feira, que é uma disseminadora de novas tecnologias, não poderia ficar de fora. Por isso, investimos nessa tecnologia com foco na sustentabilidade”, diz o diretor executivo do Show Rural Coopavel, Acir Palaoro.

Fonte: Massa News

Send this to a friend