Na última terça-feira, 10 de abril, foi realizada a explanação pública do modelo de construção de metas do RenovaBio. O evento contou com a presença de agentes do setor e da sociedade civil para discutir a modelagem e os desafios do Programa. O encontro foi realizado no auditório do Ministério de Minas e Energia (MME).

Organizado pela secretaria de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (SPG), o evento contou com apresentação da modelagem do Programa, explicações e sugestões para formulação da consulta pública referente às metas.

“O intuito é dar publicidade e transparência ao que está sendo pensado para a definição das metas de descarbonização. Foi uma explanação do porquê escolhemos um determinado modelo econômico, as principais variáveis consideradas, etc.”, afirma o coordenador-geral do Departamento de Biodiesel e Outros Biocombustíveis, Ricardo Gomide.

Entre os assuntos abordados no encontro, estiveram o aumento de consumo por ganho de eficiência nos veículos novos (Rota 2030); capacidade de produção nacional dos combustíveis; eficiência ambiental; evolução da participação dos veículos flex na frota; ganho de eficiência dos veículos novos; margem de refino dos combustíveis fosseis; paridade de preços de Biodiesel, Biogás, Qav, Etanol hidratado; e participação de biodiesel autorizativo.

Também foi discutido o percentual de mistura de biodiesel; percentual de mistura de Biogás, BioQav, Etanol; taxa de crescimento da frota; taxa de ganho de eficiência ambiental para os combustíveis; taxa de variação da produção dos combustíveis; variação da demanda Ciclo Aviação, Ciclo Diesel, Ciclo-Otto, GNV.

2º Comitê RenovaBio
Na quarta-feira, 11 de abril, aconteceu a 2ª Reunião do Comitê RenovaBio que focou na deliberação sobre a aprovação do modelo de análise e sobre as premissas e principais variáveis para elaborar a recomendação para as metas de redução de emissões.

Durante a reunião, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou uma apresentação sobre os riscos para segurança do abastecimento pela não expansão da produção de combustíveis, tanto de derivados quanto de biocombustíveis. A produção de biocombustíveis já está sendo equacionada no âmbito do RenovaBio. Com isso, as metas do Programa darão uma importante sinalização para a segurança de abastecimento.

A próxima reunião do Comitê acontecerá em 18 de abril no Ministério de Minas e Energia.

Fonte: Ministério de Minas e Energia

Send this to a friend